Fidel aparece em público e desfaz idéia de que esteja doente

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 12 de agosto de 2001 as 17:38, por: cdb

O presidente cubano Fidel Castro desembarcou na Venezuela para uma visita oficial.

Ele é um dos aliados políticos mais próximos do presidente venezuelano, Hugo Chávez, do qual é também amigo pessoal.

Fidel retorna a Cuba na próxima segunda-feira, dia em que completa 75 anos.

Vamos recebê-lo com amor e afeto. Ele vai voltar para Cuba com “Feliz Aniversário” ressonando em seus ouvidos

O aniversário do líder cubano também aumenta a especulação em torno do seu estado de saúde.

Desmaio

Há pouco menos de dois meses, o presidente cubano desmaiou durante um comício, quando fazia um dos seus famosos discursos.

Haveria uma forma melhor de silenciar as más línguas do que uma visita ao exterior, para visitar Hugo Chávez?

“Vamos recebê-lo com amor e afeto,” disse Chávez ao anunciar a visita.

A última vez em que os dois se encontraram foi em outubro, também na Venezuela, quando assistiram juntos a um jogo de beisebol e cantaram em coro.

Hugo Chavez é um dos poucos aliados políticos de Fidel na América Latina e apóia a posição de Cuba na longa disputa contra os Estados Unidos.

Ele tem sido criticado na Venezuela por tentar importar os ideais comunistas cubanos, acusações que são acompanhadas com atenção pelo governo norte-americano.

Petróleo

Durante o encontro de outubro passado, Chávez assinou um acordo com Cuba, permitindo que a ilha pague importações do petróleo venezuelano com bens e serviços.

Treinadores esportivos e médicos cubanos estão trabalhando de graça na Venezuela, como resultado do acordo.

Na visita deste final de semana, os dois vão à cidade de Bolivar, no sul do país, onde, juntamente com o presidente Fernando Henrique Cardoso inauguram uma linha de transmissão de energia elétrica, ligando o Brasil à Venezuela.