FHC diz que jurista morto foi inspiração para ética e justiça

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 17 de dezembro de 2002 as 16:19, por: cdb

O presidente Fernando Henrique Cardoso divulgou, há pouco, nota oficial na qual lamenta o falecimento do jurista e acadêmico Evandro Lins e Silva. Na nota, o presidente afirma que recebeu consternado a notícia da morte de Evandro, e ressalta que ao longo de sua vida aprendeu a admirar o jurista “como uma referência e uma inspiração para todos que lutaram em favor da liberdade, da ética e da justiça”. Fernando Henrique afirma que a notícia da morte de Evandro Lins e Silva causa “um pesar que nada pode mitigar” em todos os brasileiros. “Que nesse momento de luto, nos sirvam de esteio a coragem desse grande brasileiro e o consolo de saber que o país, de cuja vida política ele um dia foi cassado, hoje o pranteia como um herói de sua democracia”, encerra o presidente.