FGV revela alta de inflação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de janeiro de 2005 as 14:25, por: cdb

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), divulgado Nesta sexta-feira pela Fundação Getúlio Vargas, registrou variação de 0,82% nos preços coletados entre os dias 14 de dezembro de 2004 a 13 de janeiro de 2005. O aumento foi de 0,10 ponto percentual em relação à taxa anterior, que foi de 0,72%.

O grupo alimentação foi o que mais contribuiu para acelerar a inflação, passando de 0,78% para 1,16%. Com esse resultado, os alimentos tiveram uma influência de 38% na variação total do IPC-S. As hortaliças e os legumes foram os maiores responsáveis pela alta do grupo alimentação. A taxa passou de 1,85% para 4,61%.

A habitação ficou em segundo, saindo de 0,31%, na pesquisa anterior, para 0,43%. Transportes e vestuário apresentaram desaceleração em relação à pesquisa anterior. O primeiro caiu de 1,75% para 0,99%. A queda teve a participação direta dos itens gasolina, que passou de 3,38% para 1,76% e álcool combustível que caiu de 1,86% para 0,83%.

No grupo vestuário, o componente roupas, item de maior peso na classe de despesa, registrou desaceleração de 0,55 ponto percentual. Esse resultado teve forte influência na variação global do grupo vestuário com redução de 1,34% para 0,90%.