Festival de Verão reúne 74 atrações em Salvador

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 18 de janeiro de 2005 as 15:56, por: cdb

Salvador se agita para o Festival de Verão, que começa na quarta-feira no Parque de Exposições (Av. Paralela, s/n.º). A sétima edição do evento, que cresce a cada ano, vai apresentar 74 shows até domingo para um público estimado em 230 mil pessoas. As atrações vão se dividir em quatro espaços: Palco 2005, Arena Vivo Motomix, Tenda Skol Tropical Beats e Barracão Conta Universitária Bradesco.

Os artistas e badas mais populares se apresentarão no palco principal, que terá na quarta-feira os baianos Chiclete com Banana e Timbalada e os grupos de pop-rock Barão Vermelho e CPM22. Nos próximos dias passarão por ali O Rappa, Maria Rita, Olodum, Daniela Mercury, Marcelo D2, Nando Reis, Margareth Menezes e outros. A mistureba por vezes é indigesta e inclui coisas como Felipe Dylon, Pitty e Babado Novo. E os mesmos de sempre voltam com o velho blablablá: Ivete Sangalo, Cidade Negra Lulu Santos.

Bem mais interessante é a programação alternativa. Na Arena tomam lugar os baianos Rebeca Matta (na noite Rock Bahia, na sexta) e Lampirônicos (no programa Novas Tendências, no domingo), o carioca Black Alien e os paulistanos do Ludov, ambos na noite da gravadora Deckdisc, no sábado. A Trama terá a noite de sexta para concentrar seus contratados, dos quais Fernanda Porto e Cláudio Zoli se destacam.

A música eletrônica começa a bombar no início da madrugada, na Tenda, misturando hip-hop, drum’n’bass, tecno, house e trance. O DJ Patife e o MC Cleveland Watkiss tocam amanhã. Na sexta tem DJ Ingrid e no domingo, XRS. Nos outros dias, o espaço será ocupado por grupos de reggae. No Barracão vai rolar samba de mesa, fundo de quintal e forró.

Pelo menos ninguém pode reclamar de falta de opção. Além da diversidade sonora, há 30 pontos de venda de alimentação e bebida, com lanchonetes, pizzaria e até restaurante japonês. Cuidando da segurança estarão 1.164 pessoas, entre policiais militares, civis, bombeiros e particulares.

O conceito do festival deste ano é Seu Jeito de Mudar o Mundo. Em parceria com a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), os organizadores vão promover diversas ações, durante a programação, para conscientizar o público sobre questões sociais. Os ingressos para cada noite do festival custam R$ 50 e R$ 25 (estudantes), R$ 60 (camarote Pepsi Balada) e R$ 90 (camarote Vivo).