Festival de Intervenções Artísticas movimenta o Recôncavo Baiano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012 as 09:37, por: cdb

A partir desta quarta-feira (29/2) os moradores das cidades de Cachoeira e São Félix, no Recôncavo Baiano, poderão conferir os bate-papos, intervenções, performances, encenações, transmissões ao vivo, apresentações, festas e oficinas do Festival de Intervenções Artísticas do Recôncavo (FIAR). Em sua terceira edição, o evento reúne artistas e grupos independentes de diferentes partes do país, até o dia 3 de março.
O FIAR conta ainda com a participação de artistas do Chile, que integra a plataforma Desislaciones, uma rede de artistas e coletivos de arte da América Latina. Grupos e artistas independentes foram convidados a desenvolver intervenções urbanas e audiovisuais nas localidades da região do Recôncavo. Isso se expressa, por exemplo, nos trabalhos do coletivo Mucambo Nuspano, do Piauí, que vai grafitar expressões da feira em roupas sem estampa usadas por pessoas que circulam pelo lugar. Essas imagens serão fotografadas e projetadas. A performance inicia a programação do evento no dia 29, na feira de Cachoeira.

No dia 1º de março, a intervenção é do pernambucano Ricardo Brazileiro. Ele vai montar 3c0, intervenção urbana interativa que coleta dados ambientais em tempo real e constrói um ecossistema híbrido que reage com as intensidades do cotidiano urbano. Para o dia 2, o GIA – Grupo de Intervenção Ambiental, da Bahia, propõe a montagem do Flutuador, uma pequena ilha feita com garrafas plásticas de refrigerante. O Flutuador será instalado no Rio Paraguaçu, que margeia as cidades do Recôncavo. O SambaGIA, residência que faz parte da Rede Nacional Funarte Artes Visuais – 8ª edição, fecha o evento com muita celebração na feira livre de Cachoeira dia 3, a partir do meio dia.

Além disso, o evento contará ainda com uma extensa programação de apresentações artísticas, encenações, oficinas de músicas e comunicação. Destaque da terceira edição do FIAR, os bate-papos contam com convidados de todo o país e também do Chile. Abertos ao público, os debates giram em torno dos assuntos ligados às redes, como colaboração e ativismo, e à arte política, atenta às questões das cidades. Eles vão acontecer no Centro Cultural Dannemam, em São Félix.

De Salvador,
Eliane Costa.