Festival de gols em clássico do Brasileirão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 1 de novembro de 2006 as 23:40, por: cdb

A torcida na Arena da Baixada comemorou, ao todo, 10 gols no jogo em que o Atlético-PR venceu o Vasco por 6 a 4, nesta quarta-feira à noite. O combate entre as equipes foi aberto, franco, e a partida, uma das melhores do Campeonato Brasileiro até agora, teve seguidas viradas no placar.  A vitória coloca o Atlético-PR com 46 pontos, que lhe permitem sonhar com uma vaga na Copa Libertadores da América, ano que vem..

Apoiado pelo torcedor e em grande fase, o Atlético marcou desde o início do jogo. Logo aos 8 minutos, Evanílson aproveitou um rebote e chutou forte: 1 a 0. Mas o Vasco lutou pela virada ainda no primeiro tempo. O time cruzmaltino, no entanto, chegou ao empate aos 17 minutos, com Ramon, e o Atlético, sem reagir, tomou mais um gol, aos 41 minutos, na cobrança de falta de Andrade.

Mal o torcedor conseguiu respirar, diante do festival de gols, Marcos Aurélio empatou o jogo para o Atlético, aos 17, virando para o time da casa. O Vasco, no entanto, não estava morto em campo e, na raça, impôs uma nova virada. Aos 22 minutos, Leandro Amaral voltou a empatar a partida. E aos 27, Andrade colocou o time carioca na frente, em outra cobrança de falta. Nesse momento, a partida estava 4 a 3 para os visitantes. Mas haveria, ainda, mais uma oportunidade para, novamente, virar o jogo. Aos 32 minutos, Danilo empatou para o Atlético, mandando a bola de cabeça. Depois, o time paranaense marcou mais dois gols. Aos 33, Evanílson levantou a bola e o pequeno Ferreira subiu para fazer 5 a 4. E já aos 47, Pedro Oldoni fechou o placar.

O Vasco permanece com 50 pontos e busca a classificação para a Libertadores.

Dados técnicos

Atlético-PR 6 x 4 Vasco

Atlético-PR: Cléber; Evanilson, Danilo, João Leonardo e Michel; Erandir (Válber), Alan Bahia, Cristian (William) e Ferreira; Paulo Rink (Pedro Oldoni) e Marcos Aurélio. Técnico: Oswaldo Alvarez.

Vasco: Cássio; Thiago Maciel (Vagner Diniz), Dudar, Jorge Luís e Diego; Ygor, Andrade (Fábio Júnior), Coutinho (Madson) e Ramon; Jean e Leandro Amaral. Técnico: Renato Gaúcho.

Gols: Evanílson, aos 8, Ramon, aos 17, e Andrade, aos 41 minutos do primeiro tempo; Marcos Aurélio, aos 9 e aos 17, Leandro Amaral, aos 22, Andrade, aos 27, Danilo, aos 32, Ferreira, aos 33, e Pedro Oldoni, aos 47 do segundo.
Árbitro: Luís Marcelo Vicentin Cansian (SP).
Penalidades: Dudar, Ramon e Ferreira (cartões amarelos).
Renda: R$ 163.232,50.
Público: 10.290 pagantes.
Local: Arena da Baixada, em Curitiba.