FBI alerta contra ataque aos sistemas de infra-estrutura nos Estados Unidos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 9 de outubro de 2001 as 16:36, por: cdb

O FBI divulgou um alerta para todo o território norte-americano colocando as agências governamentais de prontidão contra uma possível onda de ciberataques, principalmente depois que os Estados Unidos e a Inglaterra atacaram o Afeganistão.

O procurador geral da Justiça americana, John Ashcroft, revelou que os alertas foram divulgados através do National Threat Warning System – a rede do FBI usada para a comunicação entre agências governamentais em todo o país. Além de colocar milhares de funcionários norte-americanos em estado de alerta, os avisos estão sendo estendidos para mais de 27 mil departamentos de segurança corporativos de empresas que possuem e operam sistemas críticos, como serviços de telecomunicações, financeiros, de abastecimento de água, transporte e energia elétrica.

Os alertas também foram divulgados para vários centros de análise e distribuição de informações do setor privado – que monitoram e coordenam respostas aos ciberataques – segundo informações do procurador-geral Ashcroft. Oficiais do departamento de inteligência comunicaram os membros do congresso sobre a probabilidade de possíveis ataques, tanto físicos como virtuais.

Ainda que as autoridades federais e tropas estejam se desdobrando para defender alguns estabelecimentos considerados críticos – como as usinas de energia nuclear e estações de tratamento de água – a maior parte dos centros de infra-estrutura – o que inclui redes e infra-estrutura desse tipo – é operada por empresas privadas. “O governo federal não pode colocar soldados ou policiais em todos os perímetros das centrais de telecomunicações ou de energia elétrica para manter o local seguro contra ataques”, afirmou o diretor do departamento de segurança de infra-estrutura crítica do departamento de comércio americano, John Tritak.