Famílias de vítimas do vôo 1907 entram com ação na justiça americana

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de novembro de 2006 as 18:04, por: cdb

Mais 11 familiares de vítimas do acidente do Boeing da Gol com o jatinho Legacy decidiram entrar com uma ação na Justiça Federal dos Estados Unidos contra a ExcelAire, empresa proprietária do Legacy, e também contra a Honey Well, empresa fabricante do transponder (equipamento que emite sinais que facilitam a identificação de uma aeronave por outra) do jatinho. O avião da Gol chocou-se no ar com o jatinho no dia 29 de setembro, matando 154 pessoas.

Agora, já são 21 famílias que acionaram a Justiça americana, dez já haviam feito o mesmo anteriormente. Está marcada para o próximo dia 18 de dezembro a primeira audiência para julgar o pedido de indenização aos familiares.

O documento foi protocolado pelos advogados do escritório Lieff Cabraser Heimann & Bernstein, sócios do advogado Leonardo Amarante nos Estados Unidos. Os advogados pedem indenizações para reparar os danos causados às famílias. Os valores não foram divulgados porque serão calculados de acordo com a situação financeira de cada um.