Família vela morto errado no Vale da Paraíba – São Paulo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 11 de junho de 2003 as 11:23, por: cdb

A família de um andarilho descobriu no velório que ele não estava morto. O caso aconteceu na cidade de Cruzeiro, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo. Esse é o segundo caso de cadáver que ocorre na área em menos de uma semana. Onofre Moreira, de 64 anos, foi dado como morto no último fim de semana. Ele teria ´falecido´ após ser atropelado por um trem. De fato, aconteceu o acidente, mas quem morreu foi Eduardo de Paula, de 81 anos. A trapalhada começou quando o corpo do octagenário chegou à Santa Casa de Cruzeiro. O irmão do andarilho ficou sabendo do atropelamento e confirmou que o cadáver era de Onofre Moreira, que, na verdade, estava apenas desaparecido.

A semelhança entre o falecido e o andarilho enganou toda a família, que passou toda uma madrugada velando o morto errado. Outro caso semelhante na região ocorreu com Valquíria Silva, que ficou nove dias internada na UTI da Santa Casa de Guaratinguetá depois de sofrer um acidente na Rodovia Presidente Dutra. A empregada dela, Vanda Campos, morreu e foi sepultada como se fosse a patroa. Na semana passada, Valquíria saiu do coma e desfez a confusão.

No caso de Onofre Moreira, o equívoco foi percebido um dia depois por duas sobrinhas do andarilho. No caminho para o velório, elas encontraram o próprio tio no banco de uma praça e levaram um grande susto.