Fábrica do Jaguar pode ser desativada na Inglaterra

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 30 de novembro de 2005 as 13:48, por: cdb

Uma das maiores fabricantes de automóveis do mundo, a  norte-americana Ford Motor planeja reduzir a produção de sua marca Jaguar em cerca de 7% em 2006 e pode inclusive vender a fábrica de Browns Lane, em Coventry (Inglaterra). Não foi anunciado nenhum plano de corte de empregos, no entanto. A Ford já enfrenta problemas nos EUA para manter seus níveis de vendas, que vêm declinando principalmente nas divisões de SUVs (sigla em inglês para veículo utilitário-esportivo) e caminhões. A empresa já registra uma perda líquida de US$ 1,7 bilhão nos primeiros nove meses deste ano.

As vendas da Jaguar nos EUA caíram cerca de 30% neste ano, com a competição acirrada de marcas como BMW e do Lexus, da Toyota Motor. Os resultados da Jaguar também foram afetados pela desvalorização do dólar. No ano passado, a Jaguar anunciou o corte de 1.150 na unidade de Brown´s Lane – próxima à cidade de Coventry, 140 km a noroeste de Londres. A empresa manteve cerca de 500 funcionários em Browns Lane para fabricar acabamentos de madeira para os veículos e para realizar tarefas administrativas.

A fábrica da Jaguar em em Brown´s Lane foi fundada em 1928 e é considerada um “templo sagrado” da marca. Para este ano, a empresa prevê fechar as contas no vermelho, segundo reportagem do diário financeiro norte-americano The Wall Street Journal. Neste ano, a fábrica deve produzir cerca de 85 mil unidades e, em 2006, outras 80 mil, segundo a consultoria do setor automobilístico, CSM Worldwide. O portavoz-da Jaguar Don Hume informou que a empresa ainda está em fase de conclusão de suas previsões para 2006, mas a empresa já reconheceu que não conseguirá atingir a meta de vender 200 mil unidades anuais.

– Estamos nos reposicionando para o futuro. A Jaguar tem uma base sólida de produção no Reino Unido e está se posicionando para reforçar seus negócios em uma indústria que fica cada vez mais competitiva – disse Hume.

A empresa está em uma “fase delicada” de negociações com interessados em adquirir a fábrica de Browns Lane, disse o porta-voz. Nenhuma decisão sobre a venda foi tomada ainda, no entanto, destaca Hume, que também não revelou quem seriam os interessados. A eventual venda não implicaria em perda de empregos, uma vez que os funcionários ainda em Browns lane seriam transferidos para outras unidades. A Jaguar emprega cerca de 8.500 funcionários, quase todos no Reino Unido. Em 2006, a empresa deve lançar uma nova versão de seu modelo XK Coupé. O Jaguar, com seu inconfundível símbolo – um felino de metal cromado colocado na frente do veículo – foi adquirida pela Ford em 1989.