Fábrica da Volkswagem pára em São Paulo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 16 de outubro de 2003 as 14:42, por: cdb

Trabalhadores da fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo, na grande São Paulo, pararam a produção na manhã desta quinta-feira. De acordo com o sindicato dos metalúrgicos do ABC, cerca de 5,5 mil dos 9 mil funcionários da linha de produção paralisaram atividades por quase três horas. Uma nova paralisação está prevista, na fábrica, a partir das 15 horas de hoje.

O diretor do Sindicato, José Lopez Feijó, reafirmou que, se até o próximo dia 24 o sindicato patronal não apresentar proposta de reajuste salarial, os protestos serão intensificados a partir do dia 27. Segundo ele, não estão descartadas as realizações de greve geral, operação tartaruga e ocupação de fábrica.

Os trabalhadores reivindicam 20% de reajuste incluindo aumento real, redução da jornada de trabalho das atuais 44 horas para 40 horas, participação nos lucros, além da antecipação da data-base de 1º de novembro para 1º de outubro, neste ano, e 1º de setembro em 2004.

De acordo com o sindicato, só na região da Grande São Paulo, 40 mil dos 95 mil metalúrgicos trabalham em autopeças. A categoria afirma que as empresas ainda não responderam à pauta de negociações entregue no dia 15 de agosto na sede da Federação das Indústrias do Estado de são Paulo (Fiesp). Segundo o sindicato, nesta manhã houve paralisações em outras fábricas nas cidades de São Bernardo do campo e Diadema. Amanhã estão previstas atividades nas fábricas Ford, Scania, Mercedes-Benz e Toyota.