Exposição homenageia o 75º aniversário de “Che” Guevara

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 12 de junho de 2003 as 03:37, por: cdb

Exposição de artes plásticas em homenagem ao guerrilheiro argentino-cubano Ernesto “Che” Guevara (1928-1967) no 75o.

O aniversário de seu nascimento foi inaugurada, nesta quarta-feira, no Museu Nacional de Belas Artes em Havana.

A mostra “Sempre Che” reúne a imagem do legendário guerrilheiro vista através da obra plástica de pintores da ilha, em técnicas como óleo e xilografia, assim como impressa em cartazes e fotos de diversos formatos, entre elas a famosa foto do desaparecido fotógrafo Alberto Díaz (Korda).

A viúva de Guevara, Aleida March, que dirige o Centro de Estudos “Che Guevara”, e dois de seus filhos, Camilo e Aleida Guevara, assistiram a inauguração da exposição junto a alguns dos artistas expositores e pessoas que o conheceram.

A diretora do Museu Nacional, Moraima Clavijo, afirmou na apresentação do catálogos da mostra que “os artistas cubanos, como os poetas, os escritores, os músicos lhe perpetuaram nestas obras que contribuem também a sua transcendência”.

– Cada um o reinventou em sua obra, com o desafio de deixar um de seus rostos para a história. Guevara continuará sendo tema da obra plástica, porque sua imagem é a transmissora imediata e ágil, do enorme legado de seu breve passo entre nós – disse Clayijo.

Óleos dos pintores Belkis Ayón, Flavio Garciandía, Manuel Mendive, William Hernández; fotos de Raúl Corrales, Roberto e Osvaldo Salas, Liborio Noval e Perfeito Romero; cartazes de Félix Beltrán, Mario Gallardo e René Azcuy, entre outros, aparecem reunidos nesta amostra.

Pelo aniversário número 75 do “Che” Guevara organizo-se um programa de homenagens que inclui sua distinção póstuma com o título de Doutor Honoris Causa do Instituto Superior de Ciências Médicas de Havana, a edição de vários títulos dedicados a seu pensamento e obra, e uma festa cultural.