Explosão deixa nove mortos e fere mais de 50 em Israel

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 4 de agosto de 2002 as 16:38, por: cdb

Pelo menos nove pessoas morreram e mais de 50 ficaram feridas, 20 delas em estado grave, em um atentado que aconteceu esta manhã contra um ônibus em Safed, no norte de Israel. O ataque acontece em um momento em que Israel intensifica as represálias contra os autores deste tipo de ação.
O atentado foi reivindicado pelo grupo islâmico Hamas, que não precisou se a explosão foi causada por uma bomba colocada anteriormente no veículo ou por um atentado suicida. A polícia não confirmou que tenha sido realmente um atentado. O jornal Ha’aretz informou que duas mulheres são suspeitas de terem colocado bomba. Elas estariam sendo procuradas pelas forças de segurança israelenses.

O ataque aconteceu no cruzamento com a cidade de Acre, em um estacionamento próximo a um lugar santo judeu, o túmulo do rabino Simeón Bar Yojai, próximo a Safed, na alta Galiléia. O túmulo do venerado mestre que viveu na região no século 2 está no caminho que leva se Safed à cidade de São João de de Acre, no litoral, e recebe muitas peregrinações. O ônibus ficou praticamente destruído. Testemunhas dizem que uma bola de fogo arrancou a parte traseira e o teto do ônibus, indicou a televisão. Os helicópteros estão evacuando os feridos para hospitais da região.

As autoridades israelenses reagiram logo após o ocorrido. “Está claro que, apóss este atentado sangrento, Israel continuará uma luta sem trégia contra as organizações terroristas que estão por trás destas atrocidades”, disse o porta-voz do governo israelense, Avi Pazner.

Ele disse que a Autoridade Palestina “não tem feito nada há 22 meses” para controlar organizações “terroristas como (o movimiento islámico radical) Hamas”.