Exército paquistanês já prendeu 240 membros da Al-Qaeda

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 26 de outubro de 2003 as 16:24, por: cdb

Uma mega-operação do exército paquistanês prendeu 240 supostos membros da Al Qaeda ao longo do último mês. As ações contra a rede terrorista e contra o que sobrou do regime fundamentalista Talibã provocaram a morte de um número indeterminado de militantes.

Segundo informou o general Ali Jan Orakzai, a operação ocorreu nas regiões tribais fronteiriças com o Afeganistão, onde o exército estabeleceu centenas de postos de controle para evitar a entrada no país de terroristas procedentes do exterior.

Orakzai disse que a longa operação, chamada “Mezaan”, foi realizada em quatro fases sucessivas e teve como objetivo “capturar os membros da Al Qaeda que se refugiavam nas regiões tribais”. O general afirmou que ficou completamente abolida a tradição de séculos que previa que forças militares não entravam em áreas tribais fronteiriças com o Afeganistão.

Centenas de postos de controle foram estabelecidos ao longo dos 600 quilômetros de fronteira para evitar a entrada no Paquistão de antigos talibãs. Este tipo de operação em áreas tribais continuará “até a completa eliminação de criminosos e terroristas na região”, segundo Orakzai.