Ex-governadora do Rio descarta intervenção federal no Estado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de março de 2003 as 11:32, por: cdb

A ministra de Assistência e Promoção Social e ex-governadora do Rio de Janeiro, Benedita da Silva, negou neste domingo a hipótese de intervenção do governo federal no Estado como alternativa para solucionar a crise da segurança no Rio.

“Em nenhum momento, quando se procura o entendimento com o governo federal, está se pensando em intervenção”, disse a ministra, ao desembarcar em São Paulo, depois de uma viagem de trabalho à Europa.

Ela recusou-se a opinar se o exército deve permanecer mais tempo nas ruas da capital fluminense. “Não tenho opinião a dar a esse respeito porque não participei do plano estratégico de ação imediata”, afirmou.

Benedita defendeu a parceria entre os governos federal, estadual e municipal no combate à criminalidade.

“O Estado está nas mãos da governadora Rosinha (Matheus) e acredito que ela criará uma estratégia e juntamente com o governo federal e os governos municipais do Rio poderá mudar o quadro na questão da segurança Estado”, disse.

“É algo complexo. Sabemos que a situação da segurança no Brasil é séria, não só no Rio, e que é preciso medidas que possam envolver inteligência e eficácia. A eficiência está exatamente em poder formar ações integradas, ter um plano voltado para o Estado. É da responsabilidade do governo estadual, mas cabe ao governo federal respaldar algumas iniciativas caso sinta-se à vontade dentro de suas funções.”