Ex-deputado é preso em operação da Polícia Federal

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 4 de maio de 2006 as 09:36, por: cdb

A Polícia Federal deflagrou, às 6 horas da manha desta quinta-feira, a Operação Sangusssuga, para cumprir 70 mandados de prisão, busca e apreensão em quatro Estados (Acre, Mato Grosso Rio e Amapá) e no Distrito Federal. Já foram presos 16 pessoas – 15 em Brasília, dentre elas o empresário Marco Antonio Lopes, e uma no Acre, o ex-deputado Ronivon Santiago. Os detidos em Brasília foram levados para a carceragem da Superintendência da Polícia Federal.

Entre os presos estão servidores públicos e assessores parlamentares. Eles são acusados de crimes contra a ordem tributária, formação de quadrilha, fraude em licitação e corrupção ativa e passiva. Setenta equipes da PF trabalham para cumprir os mandados de prisão. Em Brasília, cem policiais foram divididos em 22 equipes. Segundo a assessoria de imprensa da PF, há mais prisões para serem executadas, inclusive a de outro ex-deputado, cujo nome não foi informado.

Segundo a PF o esquema começava no Congresso Nacional, durante a votação de emendas parlamentares ao Orçamento da União. O então deputado Ronivon Santiago, do Acre, apresentava uma emenda para a liberação de recursos para a compra de ambulâncias no Mato Grosso. O empresário Marco Antonio Lopes atuava junto às prefeituras que seriam beneficiadas, para favorecer empresas em que tinha interesse, de modo que ganhassem as licitações para a compra de ambulâncias.