Evo vai negociar aumento no preço do gás boliviano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 31 de março de 2006 as 15:40, por: cdb

Presidente boliviano, Evo Morales se reunirá na próxima semana no Brasil com executivos da Petrobras para negociar pessoalmente um aumento de preços do gás natural que a empresa brasileira compra da Bolívia. O encontro acontecerá durante uma reunião do Banco Interamericano de Desenvolvimento, que começa na próxima semana, em Belo Horizonte, disse a jornalistas, na sexta-feira, o porta-voz de Morales, Alex Contreras.

A Bolívia está tentando elevar seus preços de exportação de gás natural para o Brasil em negociações difíceis que levaram executivos da Petrobras a sugerir que a companhia pode reduzir investimento no país andino. A Petrobras controla mais de 45 por cento dos campos de gás da Bolívia, onde também possui as duas maiores refinarias. Morales, eleito em dezembro, disse querer que companhias estrangeiras paguem mais pelos recursos da Bolívia e pretendia nacionalizar as operações, embora tenha descartado expropriações.

O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, disse à mídia brasileira esta semana que a empresa está cada vez mais preocupada sobre os recentes comentários de autoridades bolivianas a respeito de possíveis mudanças no setor energético. O governo de Morales afirmou que vai delinear seus planos para nacionalizar o setor até o final de abril.

A Bolívia é o país da América do Sul com as maiores reservas de gás natural depois da Venezuela e atraiu mais de 3 bilhões de dólares em investimentos estrangeiros na última década.