Evo dá ultimato para siderúrgica brasileira deixar a Bolívia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de abril de 2006 as 19:38, por: cdb

Presidente da Bolívia, Evo Morales determinou que a siderúrgica brasileira EBX deverá abandonar o país voluntariamente ou será expulsa, porque, segundo ele, não respeitou a Constituição boliviana.

– A EBX só tem dois caminhos: sair voluntariamente ou ser expulsa pelo governo – disse Morales, nesta quinta-feira, durante encerramento da 17ª Assembléia Ordinária do Parlamento Indígena Americano.

Moradores três municípios da fronteira da Bolívia com o Brasil, porém, decidiram continuar a greve iniciada há uma semana, em solidariedade à empresa brasileira. Como parte dos protestos, eles bloqueiam a passagem entre os dois países. Morales acusou a EBX de promover a discórdia entre os bolivianos. Os protestos na fronteira com o Brasil começaram na terça-feira, em defesa das atividades da filial MMX, que o Governo considera ilegais.

– Eles querem nos dividir, provocar conflitos – disse.