EUA retomam sua missão de paz ao Oriente Médio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 1 de janeiro de 2002 as 19:23, por: cdb

O enviado especial dos Estados Unidos ao Oriente Médio, Anthony Zinni, volta à região nesta quinta-feira, em uma nova tentativa para terminar com a violência de 15 meses entre israelenses e palestinos. Zinni encerrou uma missão de paz de três semanas em 16 de dezembro, depois de uma série de atentados suicidas cometidos por palestinos e retaliações militares de Israel.

A decisão do governo americano de retomar a missão ocorre após duas semanas marcadas por menos violência entre os dois lados na região. Segundo porta-voz da embaixada americana em Israel, a missão visa assegurar que o líder Yasser Arafat continue a reprimir militantes radicais e exigir que Israel diminua os bloqueios de cidades e vilas palestinas.

Israel e a Autoridade Palestina receberam bem o anúncio dos Estados Unidos sobre a volta de Zinni. O principal negociador palestino, Saeb Erekat, afirmou à agência Reuters que espera que Zinni fixe prazos para as negociações de paz entre israelenses e palestinos. Autoridades israelenses disseram esperar que Zinni convença Arafat a intensificar a repressão contra as organizações palestinas radicais, já que o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, tem afirmado que a ação de Arafat contra os militantes palestinos não é ainda suficiente para que seu governo retome as negociações de paz.