EUA oferecem US$ 1 mi para quem apontar pista de bioterroristas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 18 de outubro de 2001 as 17:27, por: cdb

A rede de TV americana CBS confirmou que a assistente de um de seus apresentadores foi infectada com a bactéria que provoca o antraz. Esse é o terceiro caso de contaminação em Nova York e o quinto nos Estados Unidos desde os atentados do dia 11 de setembro.

Após a divulgação desse último caso, o governo americano anunciou que está oferecendo US$ 1 milhão como recompensa por informações que levem o FBI a identificar os autores dos ataques. Essa última vítima, que não foi identificada, trabalha com o apresentador da CBS Dan Rather e está sendo tratada com antibióticos.

Recuperação

Aparentemente, trata-se de um caso de infecção cutânea – menos perigosa do que a infecção que ataca os pulmões.

Funcionários das três principais emissoras de televisão dos Estados Unidos – a CBS, a NBC e a ABC – já foram contaminados pela bactéria que provoca o antraz.

Um possível sexto caso de contaminação está sendo avaliado na Flórida – onde a primeira pessoa foi contaminada.

Segundo o governo americano, mais de mil pessoas já foram testadas para saber se estavam contaminadas pelo antraz.

Na Flórida, o editor de fotografia de um jornal morreu e um colega de trabalho está recebendo tratamento para a forma pulmonar da doença, a mais grave manifestação do antraz.