EUA ampliam advertência sobre risco de viagens a países da Ásia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 31 de março de 2003 as 15:11, por: cdb

O Centro para o Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC) ampliou nesta segunda-feira, sua advertência sobre o risco de se viajar à China, ao Vietnã e a Cingapura, devido à propagação da pneumonia atípica.

O CDC informou ainda que não emitiu alertas de viagens de e para o Canadá, uma vez que a disseminação desta doença é “significativamente diferente” nessa nação.

Toronto, uma das principais cidades canadenses, registrou três mortes e cerca de cem casos da doença, que, além disso, provocou o fechamento de dois hospitais e o isolamento de milhares de pessoas, segundo as autoridades da Saúde.

Nos Estados Unidos, o CDC contabilizou 62 possíveis casos de pneumonia atípica, todos sob investigação e, a maioria, registrada na Califórnia (13), estado com uma grande população originária do sudeste asiático, e em Nova York (8).

O CDC, uma agência do Governo americano encarregada de estudar, vigiar e evitar a propagação de epidemias, continua trabalhando em conjunto com a Organização Mundial da Saúde na investigação dos casos da pneumonia atípica, também conhecida como Síndrome Respiratória Aguda (SRAS).

Representantes do CDC, com sede em Atlanta (Geórgia), foram levados aos locais de chegada de aviões, cruzeiros e navios de carga procedentes da China, Cingapura e Vietnã para alertar os passageiros que desembarcam nos EUA.

O CDC deve distribuir diariamente cerca de 25.000 avisos entre os passageiros procedentes desses países em mais de 20 portos de entrada, informou em um comunicado.

Além disso, em colaboração com o Departamento de Estado, esta agência alertou à população sobre os sintomas mais comuns da pneumonia atípica, os quais incluem febre, tosse seca e dificuldades respiratórias.

Esta doença surgiu na China em novembro do ano passado e se espalhou por vários continentes por meio de turistas.