Estudo revela que pacientes não tomam remédios receitados

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de junho de 2006 as 14:57, por: cdb

Levantamento realizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) revela que 75% das prescrições de antibióticos feitas pelos médicos no país estão erradas e que pelo menos a metade dos medicamentos prescritos é dispensada ou usada inadequadamente. O estudo mostra também que somente a metade dos pacientes toma corretamente os medicamentos receitados.

Com o objetivo de reduzir esses números, a Anvisa está promovendo uma série de seminários regionais para definir estratégias em favor do uso racional de medicamentos. No Rio de Janeiro, o encontro com médicos e farmacêuticos vai até sábado e discute também o impacto que a propaganda de remédios tem nos hábitos da população.

O diretor da Anvisa, Franklin Rubinstein, explicou que nos seminários os profissionais de saúde recebem orientação sobre as conseqüências que a prescrição inadequada de medicamentos, na maioria das vezes influenciada pela propaganda, pode causar na saúde dos pacientes.

– Grande parte das situações de agravo da saúde e de intoxicação por medicamentos está ligada à ingestão excessiva ou indevida de remédios – disse Franklin. Segundo ele, a Anvisa pretende orientar os profissionais para que prescrevam os medicamentos de forma racional, além de alertar a população para que use corretamente os remédios. Ele lembrou que os medicamentos são úteis para a saúde, mas que precisam ser usados com cuidado.

A Anvisa já realizou seminários em Salvador, Belém e Florianópolis. O encontro do Rio é o último antes de um seminário nacional que também vai discutir o assunto, em agosto, em Brasília.