Estudantes que agrediram médica serão indiciados

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 30 de setembro de 2003 as 18:58, por: cdb

Os quatro estudantes que provocaram um incidente que acabou na morte de um homem na emergência do Hospital São Jorge, na Cidade Baixa, serão indiciados por homicídio e lesões corporais, segundo informaram policiais da 3ª DP, onde eles estão detidos após o tumulto.

A vítima do incidente, o aposentado Roque de Jesus Santos, tinha 69 anos e estava sendo socorrido de um infarto na hora do incidente. Os estudantes agrediram os médicos de plantão e um maqueiro da emergência, porque eles não atenderam de imediato a também estudante Ana Karla Oliveira, de 30 anos.

Os médicos contaram à polícia que tanto Ana Karla quanto Elias Eduardo Marpeta Otero, de 20 anos, Rômulo Otávio de Carvalho Dórea, de 21 anos, e Ricardo Invernon Vieira, de 33 anos, chegaram ao hospital público por volta da 1h30m, completamente embriagados e aparentemente sob efeito de drogas.

Os policiais apuraram que o grupo havia, de fato, bebido em um bar no bairro, quando Ana Karla sentiu-se mal e foi levada a unidade médica. Com os ânimos exaltados, eles exigiam que a médica, responsável pela equipe de plantão, Geisa Albuquerque, deixasse o paciente infartado para medicar Ana Karla. Contrariados eles partiram para a agressão, o que obrigou a médica a interromper o atendimento ao aposentado.