Estado inaugura Delegacia Legal de Todos os Santos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 25 de novembro de 2005 as 12:57, por: cdb

A governadora Rosinha Garotinho inaugura segunda-feira, às 15h, a Delegacia Legal de Todos os Santos, projeto do Grupo Executivo do Programa Delegacia Legal, vinculado à Secretaria de Segurança.

Com mais essa inauguração, o programa completará 87 unidades instaladas em todo o estado.

A 26ª DP (Todos os Santos) fica na Rua Adriano 304. É unidade de grande porte, com área construída de 630 mil metros quadrados, em dois pavimentos. As obras e o equipamento custaram R$ 1,8 milhão.

Totalmente informatizada, a delegacia terá 18 computadores conectados à Central de Dados do Programa Delegacia Legal e quatro impressoras, duas de jato de tinta e duas a laser, um switch, um roteador, um scanner, uma câmera e um nobreak.

A Delegacia Legal contará com dois delegados, 50 policiais, veículos, sete atendentes universitários (estudantes de serviço social, psicologia, comunicação e pedagogia, a partir do 3º período, com conhecimento obrigatório de informática), quatro profissionais das áreas de serviço social ou psicologia com um ano de experiência em serviço de atendimento ao público e conhecimento obrigatório de informática e um síndico.

Além disso, a nova unidade será composta por setor de investigação preliminar e de seguimento, sala de nobreak, duas salas de custódia, uma sala para delegado, copa, sala de repouso e sanitários para policiais e público, com adaptação para usuários de cadeira de rodas.

– O Grupo Executivo já contabiliza 86 delegacias legais inauguradas e nos próximos meses serão 100 novas unidades policiais em todo o Estado do Rio de Janeiro – informou César Campos, coordenador do programa Delegacia Legal.

De 1999 a 2004, foram investidos R$ 226 milhões no programa, com a instalação das 87 delegacias legais e de 11 casas de custódia.

Estão em obras as delegacias legais de Brás de Pina, Valença, Rio das Flores, Paraíba do Sul, Cambuci, Duas Barras, Cachoeiras de Macacu, Sumidouro, Itaguaí, Jurujuba, Resende, Volta Redonda, Conceição de Macabu, Saquarema e Bom Jardim, todas com previsão de conclusão para os próximos meses.

– O programa mudou o paradigma da polícia a partir de investimentos em treinamento do policial, em tecnologia, nova sistematização dos procedimentos policiais, reforma física e construção de prédios das unidades policiais – afirmou César Campos.