Especialistas prevêem um segundo teste nuclear

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 18 de outubro de 2006 as 12:39, por: cdb

Na opinião de especialistas na área nuclear, a Coréia do Norte ainda não deu provas de que domina a fabricação da arma nuclear, apesar do teste anunciado em 9 de outubro, o que significa que o país pode realizar um novo ensaio. A Coréia do Norte poderá efetuar um novo teste em breve “porque o primeiro fracassou”, diz Joseph Bermúdez, do semanário britânico especializado em temas militares Jane’s Defence Weekly.

– É provável que a comunidade científica norte-coreana queira. realizar um segundo teste. Se recordarmos como fizeram os paquistaneses em 1998, o primeiro teste não teve êxito, por isso realizaram uma série de provas para comprovar que a fabricação da bomba era correta. Você pode ter a capacidade teórica para construir uma bomba nuclear, mas não pode saber se a concepção é correta ou se os modelos informáticos são bons, antes de comprovar utilizando suas capacidades industriais e seu equipamento – assegura Bermúdez.

Para Thérèse Delpech, pesquisadora e diretora de assuntos estratégicos da Comissão de Energia Atômica da França, “se a explosão de 9 de outubro era um teste nuclear, foi um fracasso”, já que a potência foi inferior a um quiloton.

Diretor do Instituto Francês de Análise Estratégica (IFAS), François Géré considera que a Coréia do Norte não demonstrou ainda possuir a bomba nuclear, mas acredita que Pyongyang está perto de conseguir isso.

– Estão fazendo experimentos, o que lhes permitirá estar no ponto em três ou seis meses (…) de uma autêntica arma atômica – mas pouco sofisticada, do tipo da lançada sobre Nagasaki em 1945, acrescenta Géré.