Espanha liberta mais três suspeitos do ataque ao trem

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de abril de 2004 as 10:24, por: cdb

Um juiz espanhol colocou em liberdade nesta sexta-feira mais três suspeitos de envolvimento nos ataques de 11 de março em Madri, incluindo dois sírios que conheciam o suposto organizador das explosões, disse um funcionário do tribunal.

Apesar de não haver evidências suficientes para fazer uma acusação formal, os três homens –dois sírios e um marroquino – terão que manter as autoridades informadas sobre seus passos, disse o funcionário que pediu para não ser identificado.

Até o momento, 24 pessoas foram presas por suspeita de envolvimento com os ataques. Desse total, 16 estão detidas ainda e 14 foram acusados formalmente. Os investigadores trabalham com a suspeita de que os atentados, nos quais morreram 191 pessoas e 1.900 ficaram feridas, foram cometidos por radicais islâmicos ligados à Al Qaeda.

Os dois sírios conheciam Serhane ben Abdelmajid Farkhet, 35, que é visto pelos investigadores como “o coordenador e líder pessoal” dos ataques. No entanto, isso não era suficiente para mantê-los presos.