Espanha fecha ano com maior índice de desemprego desde 1995

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 27 de janeiro de 2012 as 10:35, por: cdb

A Espanha divulgou nesta sexta-feira (27) o balanço final sobre os desempregados no país até o final de 2011. O país terminou o ano passado com um índice de desemprego de 22,85%, o maior desde o primeiro trimestre de 1995.

O que mais preocupa na situação espanhola é alta que o índice de desempregados vem sofrendo nos últimos meses. Apenas no quarto trimestre de 2011, mais de 295 mil pessoas perderam seus empregos ou passaram a integrar o índice de desempregados.

No total, a Espanha tem hoje mais de 5,27 milhões de desempregados, de acordo com a Enquete de População Ativa divulgada pelo INE (Instituto Nacional de Estatística). O país é um dos que mais sofrem com a atual crise econômica enfrentada pela Europa, que teme pelo agravamento da situação espanhola.

O alto índice de desemprego entre os jovens espanhóis acabou motivando a criação do movimento conhecido como 15-M, em alusão a data de início dos protestos, 15 de maio.
Sem ligação a nenhum partido político espanhol, o movimento protestava contra a situação econômica da Espanha e pedia mais democracia no país, levantando a voz daqueles que até então estavam calados.

O movimento acabou se espalhando pelo mundo e incentivou o surgimento do Ocuppy Wall Street, que protesta nos Estados Unidos contra o sistema econômico do país e a crise que os norte-americanos também enfrentam.

Fonte: Opera Mundi

 

..