Espanha é acusada de violar direitos humanos em medidas antiterror

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 27 de janeiro de 2005 as 03:27, por: cdb

As medidas tomadas pela Espanha para lutar contra o terrorismo infringem direitos humanos básicos de pessoas detidas por suspeita de ligação com a al Qaeda e com os ataques a bomba contra trens de Madri, afirmou nesta quinta-feira o Human Rights Watch.

O grupo elogiou os esforços da Espanha de combater o terrorismo por meio da Justiça, em vez de deter suspeitos indefinidamente sem julgamentos, como ocorre nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha. Destacou, porém, que práticas como manter suspeitos incomunicáveis por até 13 dias e deixar detalhes da investigação em segredo, sem que a defesa tenha acesso a eles, contraria compromissos assumidos sob a lei internacional de direitos humanos.

Autoridades dos ministérios da Justiça e do Interior não comentaram a avaliação.