Era uma vez que não foi no oeste (ou ainda, DVDs desmagnetizados por caixas inocentes)

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 1 de fevereiro de 2005 as 10:45, por: cdb

Sempre no final do ano, com o 13o, todos fazemos pequenas extravagâncias e compramos um pouco a mais. Eis que a extravagância desse que vos escreve, foram clássicos no DVD. Sempre duplos, com extras e mais extras. São eles Os dez mandamentos (Cecil B, De Mille), Era uma vez no oeste (Sergio Leone) e Ben-Hur (William Willer).     
 
Eis que o colunista foi assistir a Era uma vez no oeste, em uma ensolarada tarde de sábado. O filme, igualmente ensolarado, com belíssima fotografia de Tonino Delli Colli é um colírio para os olhos de quem quer que seja. A remasterização feita para o DVD ficou fantástica. E aí, tudo bem. Lá pela metade do filme, um corte brusco. O DVD pula de 1:17 para 1:37. Algo errado. Será possível? Esse que vos escreve retirou o disco do aparelho e o limpou cuidadosamente (apesar de ele ser novo e estar sendo usado pela primeira vez). Voltou a inserir Era uma vez no oeste no aparelho. Foi logo para 1:17 e viu o mesmo golpe… Como desprezar esses 20 minutos e seguir assistindo ao filme? Inviável.
 
Após alguma luta, apenas 2 minutos ficaram sem serem vistos (de 1:17 a 1:19). Daí, passaram se algumas semanas até que o colunista comentasse o ocorrido com alguém. O diálogo foi assim:
 
– Não consegui ver o filme na íntegra, achei um absurdo. Começo a suspeitar que de repente o problema não é com o disco e sim com o meu aparelho. 
 
– Não, deve ser com o disco mesmo. Eu já comprei vários que vieram com defeito e eu tive que trocar… As Lojas Americanas são campeãs em vender DVDs com defeito.
 
E aí, o leitor pode perguntar o porque disso tudo. Simples. Os leitores magnéticos, por onde os caixas passam os produtos na hora de pagar, desmagnetizam o DVD, causando falhas na leitura magnética. Daí, a pessoa vai pagar pelo produto e ele é danificado na hora. Isso é incrível! E o pior, ainda faltam Ben-Hur e Os dez mandamentos para analisar.