Equador investiga escândalo envolvendo rebelde colombiano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 13 de janeiro de 2005 as 03:48, por: cdb

O presidente do Equador, Lucio Gutierrez, ordenou a abertura de uma investigação sobre como e por que um rebelde colombiano comprou propriedades e empresas no país.

Gutierrez disse na quarta-feira que está preocupado com as notícias veiculadas pela imprensa local que afirmam que Rodrigo Granda, apontado como o ministro das relações exteriores das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), havia obtido uma identidade equatoriana, comprado propriedades e negócios no país, além de ter feito visitas regulares ao Equador ao lado de parentes.

– Pedi uma investigação exaustiva para determinar a verdade sobre essas afirmações- disse Gutierrez.