Encontro de artistas pró-Lula releva críticas de atrizes favoráveis a tucano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 18 de outubro de 2002 as 21:09, por: cdb

O encontro de Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à Presidência da República pelo PT, com artistas e intelectuais no Rio, segunda-feira, deixará de lado as críticas levadas por Regina Duarte e Beatriz Segall ao programa eleitoral gratuito do adversário José Serra. Segundo afirmou o secretário estadual de Cultura do Rio, Antônio Grassi, nesta sexta-feira, os organizadores pediram que a reunião se concentre no lançamento do programa de cultura do candidato e não se transforme em uma manifestação contra Regina.

A direção do PT também achou melhor centrar as atenções no documento, chamado “A Inteligência a Serviço do Brasil”. “Vamos nos deter no programa. Não nos interessa discutir o medo de ninguém. Nosso lema é sem medo de ser feliz”, afirmou Grassi, que concluiu o roteiro da reunião, onde haverá discursos e algumas apresentações de música.

Incentivo cultural
Entre as propostas a serem apresentadas por Lula, está a criação de um novo sistema de captação de incentivos culturais da iniciativa privada. O PT pretende transferir a função para instituições públicas de fomento como o BNDES e a Caixa Econômica Federal.

O documento promete uma “transição segura” da atual para uma nova política de incentivo. Não contempla, porém, o audiovisual. Por não envolver apenas o Ministério da Cultura, os coordenadores resolveram fazer uma proposta separada para este ramo da cultura, a ser apresentado no fim da semana. Pelo menos 1.700 artistas e intelectuais estão convidados para o encontro, na casa de shows mais conhecida da cidade, o Canecão.

Medo e sem medo
As declarações de Regina Duarte, que revelou temor da volta da inflação no programa eleitoral do tucano José Serra, provocaram uma reação em cadeia ao longo da semana, contra e a favor.

Atrizes como Paloma Duarte e Letícia Sabatella condenaram o tom dramático de Regina, enquanto Tônia Carrero e Carlos Vereza saíram em sua defesa. Vereza, em um ato público pró-Serra, chegou a declarar medo, que creditou à “falta de credibilidade do candidato do PT”.

Mudança
Paloma Duarte e Letícia Sabatella não questionam a escolha de Regina, mas a forma como ela se expressou, pregando o medo em vez de ressaltar, por exemplo, as qualidades de seu candidato. Falando sobre a reunião de segunda-feira, Letícia disse que os participantes “devem concentrar no assunto que mais interessa, que é conseguir mudar o Brasil”.

Para a atriz, as reações contrárias ao pronunciamento de Regina “não foram raivosas” e tiveram a função de alertar para o fato de que o eleitor não deve ser movido pelo medo. “O depoimento da Regina pareceu uma representação artística e não a manifestação de uma cidadã. A gente tem olhar para isso e percebeu. Quando chega próximo do momento crucial, o medo de perder talvez possa sugerir uma campanha mais apelativa, mais manipuladora”, declarou Letícia Sabatella.

Estão confirmadas, entre outras, as presenças dos escritores Antônio Cândido e Nélida Piñon, das atrizes Marieta Severo e Lélia Abramo, da cantora Fernanda Abreu e do sambista Nelson Sargento.

Grassi diz que não há como negar a polêmica, mas prefere que o encontro seja voltado para o programa cultural do PT. “Não tenho poder para vetar a participação (dos convidados), mas a intenção é de lançar o programa”, diz o secretário.

Exterior
Lula defenderá um amplo programa de difusão das atividades culturais brasileiras fora do Brasil. Apresentará também a proposta de uma nova organização do Ministério da Cultura e a formação de um Sistema Nacional de Política Cultural, integrando órgãos públicos de cultura, educação, meio ambiente e comunicação.

O programa de cultura do PT foi coordenado pelo ex-secretário de Cultura do Distrito Federal Hamilton Pereira e elaborado por Antônio Grassi e pelos secretários municipais Marco Aurélio Garcia (São Paulo), Margarete Moraes (Porto Alegre) e Mário Mira (Belém). Antes do documento final, eles conversaram com artistas de todas as regiões, em reuniões realizadas em