Enchentes matam 10 e desabrigam 50 mil no México

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 19 de setembro de 2003 as 18:02, por: cdb

Dez pessoas morreram e 50 mil ficaram desabrigadas no México com inundações nos rios após um período de chuvas intensas. Um porta-voz da Defesa Civil nacional disse que seis pessoas haviam morrido nos Estados de Querétaro e Guanajuato, no centro do país, e em Jalisco, Michoacán e Nayarit, na costa do Pacífico.

As autoridades estaduais informaram ainda que nos últimos dias uma pessoa morreu no Estado de Veracruz, no Golfo do México, e uma outra no Estado de Nuevo León, no norte do país. Também houve duas vítimas no Estado central de México.

As mortes aconteceram principalmente em decorrência da queda de raios ou da força das enchentes, que alagaram cerca de 20 mil hectares de área cultivada, em especial em Guanajuato e Michoacán. “Milhares de mexicanos estão vivendo momentos difíceis. As chuvas causaram transbordamentos de rios e represas, além de inundações em proporções não-registradas havia muitos anos”, disse o ministro do Interior, Santiago Creel.

O porta-voz da Defesa Civil disse que muitos dos desabrigados estavam tentando voltar para suas casas, embora institutos de meteorologia ainda previssem chuvas fortes em alguns Estados. Creel afirmou que o prejuízo do governo federal com as chuvas chegará aos cerca de US$ 130 milhões. O México está em plena temporada de chuvas, que começa em maio e termina entre outubro e novembro.