Empréstimo do Bird já está liberado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 30 de março de 2003 as 17:36, por: cdb

O Brasil já poderá sacar o empréstimo de US$ 505 milhões, assinado pelo presidente do Banco Mundial (Bird), James Wolfensohn, e pelo ministro da Fazenda, Antonio Palocci, a partir desta segunda-feira, dia 31.

A informação é do Banco Mundial, segundo o qual o empréstimo terá margem fixa baseada na Libor, o juro básico de referência internacional do Reino Unido, correspondente à Selic, e deverá ser pago em 10 anos, incluindo um prazo de carência de 7,5 anos.

O empréstimo é destinado a apoiar o programa brasileiro de reformas do setor de desenvolvimento humano.

A atual carteira de investimentos do Banco Mundial no Brasil inclui 50 projetos, totalizando mais de US$ 4,5 bilhões em compromissos.

Desde de 1949, o banco já fez mais de 300 empréstimos e investiu mais de US$ 32 bilhões para promover a redução da pobreza e o desenvolvimento social e econômico do Brasil.

Durante reunião entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Wolfensohn, e Palocci, na Granja do Torto, foi discutido o reflexo econômico dos conflitos no Iraque.

Segundo Palocci, em vez de a discussão indicar a necessidade de uma mudança na rota traçada pelo Brasil, reforçou o caminho que o país tem adotado.