Empresário chinês tem habeas-corpus negado pelo STJ

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 10 de novembro de 2006 as 12:56, por: cdb

Foi negado pela 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o pedido de habeas-corpus feito pelo empresário chinês Law Kin Chong.

O empresário se encontra preso há quase dois anos e meio e é acusado, juntamente com a mulher, Miriam Chong, de crimes como lavagem de dinheiro, contrabando, evasão de divisas e sonegação fiscal. Com a decisão, o empresário passará o Natal na cadeia.

Os ministros do STJ não deram o habeas-corpus por considerar que Law poderia voltar ao comando da organização criminosa que dirigia ao lado de Miriam Chong.
 
Law foi condenado a quatro anos de reclusão por corrupção ativa em julho de 2005. Ele teria tentado corromper com 2 milhões de dólares o deputado federal Luiz Antonio de Medeiros (PL-SP) para que não fosse citado no relatório da CPI da Pirataria. 

Depois de conseguir progressão para o regime semi-aberto, Chong foi transferido em agosto de 2005 da Superintendência da Polícia Federal, em Brasília, para o Instituto Penal Agrícola Professor Noé Azevedo, em Bauru, a 345 quilômetros de São Paulo.