Eleição no Conselho Municipal do Idoso será realizada no próximo dia 14

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de março de 2012 as 09:10, por: cdb

Tweet   A Prefeitura de Porto Velho, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) auxilia na organização da eleição do Conselho Municipal do Idoso, que será realizada no próximo dia 14 de março, das 8h30min às 16 horas. A urna para votação será instalada na sede da entidade, à Rua Manoel Laurentino de Souza (antiga Chile) com Avenida Pinheiro Machado, bairro Embratel. “Nosso objetivo é divulgar o resultado e dar posse aos novos conselheiros no mesmo dia da eleição”, declarou a administradora do Conselho, Sâmia Pereira da Silva Cavalheiro.
   O Conselho Municipal do Idoso é formado por 12 representantes do Município e outros 12 da sociedade civil organizada, sendo um titular e um suplente para cada. A entidade foi criada em 2008 e esta é a sua terceira eleição. O mandato dos conselheiros tem duração de dois anos e a próxima eleição será realizada em 2014. Além da Semas, o Município é representado pela Semusa, Sempla, Semfaz, Semed e Sempre. Representam a comunidade integrantes da Associação de Moradores do Bairro Tancredo Neves, Clube de Mães do Esperança da Comunidade e Associações dos bairros Ulysses Guimarães, Cidade do Lobo, Jardim Eldorado e Eletronorte.

Candidatos

   Sâmia informou que o registro dos candidatos interessados em concorrer ao pleito começou nesta quarta feira (29). Membros da sociedade civil podem se inscrever até o próximo dia 12 de março, na própria sede do Conselho. Cada entidade cadastrada deverá indicar dois integrantes, sendo o titular e o suplente. Os representantes da Prefeitura serão indicados pelas secretarias que fazem parte da entidade.
   Os interessados em fazer parte do colegiado, de acordo com Sâmia, devem ter no mínimo o 2° grau completo, conhecer o Estatuto do Idoso, ter realizado diversos serviços em prol dos idosos e apresentar projetos consistentes que possam resultar em benefícios para as pessoas da terceira idade. “Não é fácil a luta pela garantia dos direitos da pessoa idosa, por isso, os candidatos devem ter um perfil bem definido”, explicou.

Denúncias

   Conforme a administradora do Conselho, quase que diariamente a entidade recebe denúncias dos mais diversos tipos de violação aos direitos dos idosos. As queixas vão desde abandono, maus tratos, agressões e até apropriações indébitas. Muitos responsáveis em receber os benefícios das vítimas, se apropriam dos valores e deixam os idosos padecendo necessidades.

Por Augusto José
Fotos: Quintela

Próximo &gt