Educação: diretores de escolas municipais participam de programa de qualificação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de março de 2012 as 13:18, por: cdb

Publicada em 28/03/2012 – Atualizado em 28/03/2012 14h24m

Educação: diretores de escolas municipais participam de programa de qualificação

A Secretaria de Município de Educação (SMED), em parceria com o SESI, lançou, na manhã desta quarta-feira (28), o Programa de Formação Continuada para uma Gestão de Qualidade. Os encontros entre gestores de escolas acontecem a partir de desta quarta e se estende até novembro, num total de 64 horas de consultoria. As 78 escolas da rede municipal participarão dos encontros com o diretor e um membro da equipe diretiva, que acontecem na sede do Sindicato dos Contabilistas.

O programa vai tratar de ferramentas associadas à gestão da escola e prevê uma relação teórico prática. Os professores terão oficinas, embasamento teórico e aplicabilidade imediata nas instituições para qualificar os processos de gestão. O processo visa melhorar a qualidade do ensino, os resultados, os índices de aprovação, também, envolver a comunidade no processo.

Segundo a superintendente de educação básica da SMED, Gisele Bauer, este também é um momento de troca de experiências entre os dirigentes de escolas. “As ferramentas de gestão auxiliam o diretor a mobilizar a sua comunidade e desenvolver o espírito de co-responsabilidade pelos resultados da educação”, ressalta.

Além do programa de formação, também serão oferecidas oficinas de gestão de mudança, motivação, criatividade, comunicação, gestão de conflitos, prática de feedback e gestão de equipes. Para a superintendente, todos estes temas são importantes e fazem parte do perfil de um gestor de escola.

A consultora que comanda os encontros do programa, Cleci Ribeiro, revela que o trabalho se desenvolve em quatro etapas: a primeira debate questões de missão, visão e valores das escolas; a segunda propõe um diagnóstico dos problemas a serem enfrentados; a terceira define um plano de ação; e na última etapa acontece o acompanhamento deste plano.

A Secretaria de Educação vai acompanhar e apoiar todo o desenvolvimento do programa. Além das 64 horas de formação, também haverá mais 12 horas de consultoria individual para cada escola.

Texto: Acad. de Jorn. Nathale Kraetzig