Edmundo, sem clube, volta ao Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 28 de março de 2003 as 13:04, por: cdb

O Animal está de volta ao seu habitat natural. Insatisfeito no futebol japonês, apesar dos US$ 200 mil que recebia mensalmente, o atacante Edmundo acerta sua rescisão de contrato com o Urawa Reds ainda nesta sexta-feira e chega ao Rio no final de semana.

O jogador, que está atuando na terra do sol nascente desde que foi dispensado do Cruzeiro em pleno Brasileiro de 2001, está com saudades da família, dos amigos, do sol e do Vasco, clube para o qual sempre confessou torcer.

A saudade de São Januário, por enquanto, parece ser a única que o jogador não vai matar: “O sonho do Edmundo é voltar a jogar no Vasco, mas em nenhum momento o clube nos procurou para conversar e não cabe a ele se oferecer”, disse o advogado Luiz Roberto Leven Siano, completando que o jogador admite até rever a ação que move contra o clube, onde pede cerca de R$ 14 milhões entre salários, direitos trabalhistas e de imagem.

“Se chegarmos a um acordo ele até admite retirar a ação, mas não vai fazer isso antes de conversar com a diretoria do Vasco”, explicou Siano.

O advogado, no entanto, esclareceu que o atacante chega ao Brasil disposto a ouvir propostas: “A preferência é por Vasco e Palmeiras, onde ele deu certo, mas jogaria também nos outros grandes do eixo Rio-São Paulo. No interior ele não pensa em atuar”.

Apesar do eterno flerte com o Vasco, a relação conturbada com o presidente Eurico Miranda, a quem já chamou até de pai, deve complicar o que seria sua terceira volta ao clube.

O cartola-mor de São Januário já disse reiteradas vezes que nem conversa com o atacante antes de ser retirada a ação na justiça. Além disso, em recente entrevista ao jornal Diário de São Paulo, o Animal afirmou que não negociaria mais com o Vasco enquanto Eurico estivesse lá, pois não confiava mais no ex-deputado.

Na ocasião, o atacante fez juras de amor ao Palmeiras, onde foi bicampeão paulista e brasileiro em 1993/1994, e disse que se sentiria honrado em trazer o clube de volta à elite do futebol brasileiro.