Economia começa a reagir no fim do ano, diz Meirelles

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de outubro de 2003 as 17:02, por: cdb

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse que a economia brasileira começará a apresentar sinais de reaquecimento já neste segundo semestre. Ele afirmou que a flexibilização da política monetária, iniciada em julho, com a queda gradual da taxa básica de juros da economia (Selic), aliada ao aumento da oferta de crédito e à melhoria dos rendimentos reais dos trabalhadores, permitirá o crescimento progressivo do consumo.

Meirelles afirmou ainda que as dificuldades que o país enfrenta hoje são resultado do esforço feito para ajustar a situação das contas externas, que, em 2003, após dez anos de sucessivos déficits, deverão registrar um superávit. “O Brasil está pagando o preço do ajuste das contas correntes através do custo do processo de desinflação. Mas foi justamente o sucesso das políticas adotadas que permitiu uma solução menos custosa em termos de inflação e produto do que qualquer dos regimes alternativos”, disse Meirelles.

Ele participa, neste momento, de um painel que marca o encerramento do 9º Encontro Econômico Brasil-Alemanha, que está sendo realizado entre autoridades alemães e brasileiras, com o intuito de apontar medidas que possam levar ao incremento do comércio entre as duas nações.