Economia apresenta resultados positivos em dia de expectativa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 16 de novembro de 2005 as 13:14, por: cdb

O fluxo cambial está positivo nos primeiros oito dias úteis de novembro em US$ 206 milhões, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central nesta quarta-feira. As operações comerciais registraram saldo positivo de US$ 859 milhões, enquanto as operações financeiras tiveram saldo negativo de US$ 653 milhões. Em outubro, o fluxo ficou positivo em US$ 3,786 bilhões. Desde o início do ano, o fluxo cambial está positivo em US$ 13,483 bilhões.

No mercado de câmbio, o dólar avançava nesta quarta-feira, após um relatório mostrar fluxo líquido recorde de capital para os Estados Unidos em setembro – mais do que suficiente para cobrir o déficit comercial do país. O euro, inicialmente, caiu para o nível mais baixo da sessão, a US$ 1,1664, frente a US$ 1,1695 de pouco antes da divulgação.

O fluxo líquido norte-americano alcançou US$ 101,9 bilhões, diante do déficit comercial recorde de US$ 66,1 bilhões.

O cenário internacional influenciou a Bolsa de Valores de São Paulo e, depois de dois dias de queda, a Bovespa operava em ligeira alta nesta quarta-feira, após dados de inflação nos Estados Unidos mostrarem preços sob controle, atenuando preocupações com o juro norte-americano. A cautela pelo depoimento do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, entretanto, continha os ganhos do mercado.

– Os dados (de inflação) dos Estados Unidos em princípio foram tranquilos. O Nasdaq e o S&P (futuros) estão subindo um pouquinho. O dólar está mais calmo e o juro também caiu. Hoje deve ser um mercado meio de lado, esperando Palocci – comentou o operador da corretora Fator Américo Reisner, que acredita na permanência de Palocci no cargo.

Até o fechamento desta edição, às 13h45, o Ibovespa avançava 0,36%, para 30.345 pontos. O volume financeiro era de R$ 249 milhões. O destaque da sessão foram as ações da Embraer, que subiam 2,46%, para R$ 20,83, mas com pouco volume. O papel perdeu quase 4% nos últimos três pregões. Os papéis da Telemar também contribuíam para o bom desempenho da bolsa, com valorização de 0,79%.

Inflação nos EUA

Os preços ao consumidor nos Estados Unidos subiram inesperadamente em outubro, 0,2%, apesar de um recuo dos custos de energia. Excluindo alimentos e energia, o núcleo do Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) também teve alta de 0,2%. Economistas esperavam, em média, estabilidade para o indicador cheio e avanço de 0,2% para o núcleo.

– O relatório é de certa forma positivo à medida que as pressões inflacionárias permanecem contidas. O Fed ficará satisfeito com esses números, mas ainda continuará elevando o juro – disse o economista-chefe da Swiss Re, Kurt Karl, de Nova York.

Peso político

O comparecimento de Palocci à Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, prevista anteriormente para a próxima semana, foi antecipada para esta quarta-feira, diante de denúncias que surgiram contra o ministro e geraram especulações sobre sua permanência no cargo.

– Não podemos prever se (o ministro) Antonio Palocci sairá (do cargo), mas não acreditamos que a política econômica mudará caso ele saia – afirmou o Morgan Stanley em relatório. A instituição afirmou que espera aumento da volatilidade no mercado.