Eclipse total do Sol leva milhares de turistas à Líbia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de março de 2006 as 15:16, por: cdb

Um eclipse total do Sol foi visto em uma área de 14,5 mil quilômetros ao redor do globo nesta quarta-feira. O fenômeno pôde ser visto a partir da manhã no Brasil. Depois, foi verificado na África, na Turquia e Ásia Central e, por fim, na região da Mongólia. Durante o fenômeno, o Sol desaparece por completo e a escuridão toma conta das regiões, tornando visível a atmosfera solar – ou “coroa” -, normalmente invisível. Astrônomos e curiosos se concentraram em todos os países por onde o eclipse passou ao longo do dia para observar o fenômeno.

Mecanismos especiais são necessários para observar o eclipse, já que a observação a olho nu pode provocar danos à visão. O eclipse solar total ocorre quando a Lua cobre completamente a face do Sol vista da superfície da Terra. O fenômeno começou a ser observado às 5h36 desta quarta-feira no leste do Brasil (no horário local) e seu final ocorreu ao anoitecer do dia na Mongólia (às 8h48 de Brasília).

O principal ponto de observação do eclipse total foi na Líbia, onde o fenômeno pôde ser visto durante quatro minutos. O governo líbio forneceu vistos especiais para visitantes ocidentais observarem o eclipse, com exceção dos cidadãos israelenses. As autoridades locais montaram vilas de barracas no deserto com capacidade para 7 mil pessoas para acomodar os turistas. Além dos países nos quais o eclipse foi total, uma faixa ainda maior do globo pôde observar ao longo do dia eclipses parciais, de proporções variadas.