“Eastwood” e “Scorsese” disputam troféu do Sindicato de Diretores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 7 de janeiro de 2005 as 15:45, por: cdb

O Sindicato de Diretores dos Estados Unidos (Director’s Guild of America — DGA) opôs os famosos cineastas Martin Scorsese e Clint Eastwood quando, na quinta-feira, anunciou seus indicados ao troféu de melhor diretor.

Scorsese foi indicado pela épica biografia do bilionário Howard Hughes, “O Aviador”, e Eastwood pelo drama de boxe feminino “Million Dollar Baby”.

Os outros indicados para o prêmio de melhor direção concedido pelo DGA são Taylor Hackford por sua biografia de Ray Charles, “Ray”, e os relativos novatos Alexander Payne, pela comédia “Sideways”, e Marc Forster, por “Em Busca da Terra do Nunca”, um filme romântico sobre a criação de “Peter Pan”.

O vencedor do troféu DGA será anunciado em 29 de janeiro.

O presidente do Sindicato de Diretores, Michael Apted, disse que a homenagem é especialmente significativa pelo fato de ser feita pelos colegas dos cineastas, que descreveu como “homens e mulheres que conhecem o sangue, a paixão e o medo que entram em cada produção”.

A conquista do troféu DGA frequentemente é um indicativo importante para o Oscar, os prêmios mais importantes do cinema norte-americano, concedidos em fevereiro pela Academia de Artes e Ciências do Cinema.

Cinquenta dos 56 ganhadores do prêmio DGA, até hoje, já receberam também o Oscar de melhor direção. E o Oscar possui um longo histórico de conceder seu prêmio mais importante, o de melhor filme, ao filme dirigido pela pessoa que ganhou o prêmio de melhor direção.

Dos seis ganhadores do DGA até hoje que deixaram de ganhar o Oscar, três o fizeram nos últimos dez anos, incluindo o ocorrido em 2003, quando Rob Marshall ganhou o prêmio DGA por “Chicago” mas perdeu o Oscar de melhor direção para Roman Polanski por “O Pianista”.
Uma vitória no DGA seria especialmente gratificante para Martin Scorsese, o ícone cinematográfico responsável por filmes como “Taxi Driver” e “Os Bons Companheiros”. Seu filme “O Aviador” lhe valeu sua sexta indicação ao DGA, mas ele nunca recebeu o prêmio nem o Oscar de melhor direção. Em 2003, porém, o Sindicato de Diretores lhe conferiu um prêmio pelo conjunto de sua obra.

O veterano ator e diretor Clint Eastwood já foi indicado para o DGA três vezes e conquistou o troféu em 1992 por “Os Imperdoáveis”, filme que também ficou com um Oscar.
Taylor Hackford já foi indicado para o troféu DGA uma vez, por “A Força do Destino”, de 1982, mas não recebeu o prêmio.

A indicação para o DGA é a primeira nas carreiras de Alexander Payne e Marc Forster.