E agora, deixar o filho com a vó ou com a babá?

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 13 de novembro de 2002 as 00:34, por: cdb

Seu bebê nasceu, o tempo passou e o período de licença maternidade acabou. Começa agora a grande dúvida, com quem deixar seu filho ?

É uma decisão que deixa, principalmente, mamães de primeira viagem muito preocupadas e de “coração na mão”. Foi o que aconteceu com a atendente de telemarketing, Caren Blanco, 26 anos, mãe de Gabriela, 3. – Sofri muito quando tive que voltar a trabalhar, fiquei com medo de não acompanhar o crescimento da minha filha, larguei meu emprego.

Nem todos os casos são fáceis, há pessoas que não podem desistir de um trabalho. É o caso da enfermeira Rachell de Paula, 26 anos, mãe de Jefferson, 2, e João Pedro, 1. – Depois que acabou a licença maternidade e tive que voltar a trabalhar, passei a deixar meus filhos com minha mãe e eu prefiro assim, não tem porque deixa-los com outra pessoa. Não confio.

A mãe de Rachell, Élide de Paula não se incomoda e até gosta. – Não é todo dia, só quando tem plantão, nos divertimos muito quando eles ficam comigo.

Já para a secretária Eliane Pestana, 29 anos, mãe de Victor, 4, não há nenhum problema em deixar seu filho na creche. – O Victor fica na escolinha desde pequeno. É um bom lugar e meu filho adora, tem vários amiguinhos. A babá vai busca-lo na creche e fica com ele até a hora que eu chego.

A vantagem de estar em uma creche é que seu filho pode desde cedo se acostumar com outras crianças, aprende a brincar em grupo, dividir coisas, sem contar que se desenvolve muito mais rápido. É o caso de Laryssa, 2 anos, filha de Jaqueline Lopes. – Depois que a Laryssa entrou para a escolinha, desenvolveu a fala mais rápido, ficou muito mais esperta.

A melhor opção é que for menos incômoda para você e principalmente seu filho. Ficar com a vovó é muito bom, mas entrar numa escola pode ser muito divertido e instrutivo.