Dulci diz que FSM tem impacto político mundial

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de janeiro de 2005 as 21:31, por: cdb

O ministro Luiz Dulci, da Secretaria-Geral da Presidência, rebateu hoje as críticas de alguns setores políticos e acadêmicos de que o Fórum Social Mundial (FSM) é apenas uma grande feira de idéias e de boas intenções. Segundo ele, o encontro organizado pelos movimentos sociais tem impacto político mundial, e o próprio governo Lula já incorporou várias idéias surgidas em edições anteriores do evento.

– O Fórum Social Mundial está alterando a pauta de debates do mundo, das sociedades e dos governos –  disse o ministro, durante entrevista concedida à imprensa por representantes do comitê organizador do Fórum e dos governos do Brasil, do Rio Grande do Sul e de Porto Alegre.

As críticas ao Fórum, segundo Dulci, vêm de setores neoliberais que menosprezam a importância das idéias e da reflexão coletiva. O ministro destacou, no entanto, que o encontro não se limita ao debate.

– Ele mostra também experiências práticas e inovadoras em diversas áreas, como economia solidária, cooperativismo e políticas afirmativas.

Vários integrantes do governo brasileiro participam do 5º Fórum Social Mundial como convidados. “Viemos aqui para compartilhar, ouvir e recolher propostas e críticas”, disse Dulci. “Tem 120 paises aqui com experiências muito boas e tudo o que for útil para o governo nós poderemos incorporar”, acrescentou.