Duhalde pede poderes para mudar regime cambial na economia argentina

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 5 de janeiro de 2002 as 00:12, por: cdb

O novo governo argentino enviou ao Congresso um projeto de lei pedindo poderes especiais para determinar mudanças no sistema financeiro e no regime cambial do país. O presidente Eduardo Duhalde também quer poderes para estabelecer limites de preços e proteger poupanças e dívidas em dólares dos efeitos da desvalorização do peso.

O fim da paridade do peso com o dólar, que dura mais de dez anos, é uma das medidas do pacote econômico que o governo quer aprovar no Congresso neste fim-de-semana. A desvalorização do peso foi confirmada hoje pelo próprio Eduardo Duhalde em discurso a líderes empresariais, mas o presidente não disse em quanto o peso deve ser desvaloriado. Analistas acreditam que deve ficar entre 30% e 40%.

Várias lojas que vendem importados já aumentaram seus preços em antecipação a uma desvalorização. Há hospitais com falta de medicamentos, pois algumas indústrias adiaram as entregas à espera da desvalorização. Carregamentos de emergência estão sendo trazidos do Brasil.

O ministro-chefe do Gabinete, Jorge Capitanich, afirmou que o governo poderia fixar limites de preços para produtos básicos para evitar a inflação e o governo também vai decidir se serão mantidos os limites para saques bancários.