Dois iraquianos morrem em ataque contra Embaixada Australiana em Bagdá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 19 de janeiro de 2005 as 05:36, por: cdb

Pelo menos dois iraquianos morreram e outras sete pessoas ficaram feridas, nesta quarta-feira, com a explosão de um carro-bomba em frente à Embaixada da Austrália em Bagdá, informou a televisão australiana <i>ABC</i>.

Segundo a fonte, várias testemunhas presenciaram a retirada de dois corpos do local da explosão, que tropas americanas isolaram.

A explosão ocorreu no exterior de um quartel militar que a Austrália estabeleceu em um edifício de sete andares, justo em frente a sua Embaixada.

Um porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores da Austrália declarou que não tem conhecimento de que existam australianos entre os feridos, assim como mortos.

O prédio da missão diplomática australiana não sofreu danos, mas as janelas inferiores do quartel militar arrebentaram por causa da deflagração.

O funcionário do departamento de Assuntos Exteriores australiano precisou que foi aberta uma investigação para determinar a autoria e o objetivo da agressão.

O governo australiano não acha, a priori, que sua Embaixada fosse o alvo do atentado.

A Austrália é um dos mais firmes aliados dos Estados Unidos na coalizão que formou para acabar com o regime de Saddam Hussein e que levou à invasão do Iraque em março de 2003.