Dois inventores retornam aos cinemas com obras dos anos 60

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 26 de março de 2004 as 11:14, por: cdb

Estréia neste final de semana A Colecionadora, de Eric Rhomer, produzido em 1967. A fita já tinha sido exibida na retrospectiva de cineasta há mais de um ano. É um dos filmes mais desinteressantes daquela mostra. Deveriam lançar os bons títulos exibidos como O Signo do Leão, O Joelho de Claire, A Mulher do Aviador, O Bom Casamento.

Ainda nos cinemas, volta às telas Uma Mulher é Uma Mulher, quarto longa-metragem de Jean-Luc Godard. Obra prima do cineasta, que faz um exercício de cinema em cima de uma trama banal: uma stripper (Anna Karina) que tenta convencer o namorado (Jean-Paul Belmondo) a ter um filho com ela. A fita inclui belos trocadilhos com o cinema, inclusive situa a própria obra godardiana como referência (Kubrick também fez algo parecido em Laranja Mecânica).    
                                                              *****
O lançamento dessa semana nas vídeo locadoras é Uma Saída de Mestre (tradução canastra para o título The Italian Job – O Trabalho Italiano). A fita é uma refilmagem e traz algumas qualidades, mas não é recomendável. Apesar de trazer um bom elenco (Charlize Theron, Donald Shuterland e Edward Norton), tudo não passa de uma sessão da tarde. Notem como o cinema de ação é incrível: depois de assistirmos a Denise Richards como especialista em plutônio em O Mundo Não é o Bastante, temos a oportunidade de ver aqui Charlize fazendo uma expert em abrir cofres. Essas beldades têm cada ocupação…