Dois dos melhores escritores mexicanos foram excluídos das escolas públicas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de agosto de 2002 as 08:54, por: cdb

As obras dos escritores mexicanos Octavio Paz, Prêmio Nobel de Literatura de 1990, e Carlos Fuentes (um dos indicados ao Nobel de 2001) foram excluídas da seleção de leituras nas bibliotecas das escolas públicas mexicanas por não cumprirem com os requisitos exigidos pela SEP (Secretaria de Educação Pública).
Segundo a SEP, os critérios para a seleção de 292 títulos foram a qualidade do conteúdo, da ilustração e do acabamento gráfico.

Entre os 292 títulos selecionados se encontram: “O Livro das Perguntas”, de Pablo Neruda; “Contos de Terror” (Edgar Allan Poe e outros); “Contos Latino-Americanos” (José Luis Borges e outros); e “O camaleão e outros Contos”, de Anton Tchekov.