Diretor do BNDES admite que é preciso aumentar transparência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 11 de fevereiro de 2007 as 12:26, por: cdb

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está trabalhando para atender aos pedidos de aumento de transparência em sua política de financiamento.

– A sociedade está cobrando isso – afirma o diretor de Inclusão Social e de Crédito do BNDES, Élvio Gaspar.

– Eu acho que a gente tem que continuar abrindo espaços, aumentando a qualidade e a velocidade das informações disponibilizadas para a sociedade – afirma.

Gaspar destaca o trabalho feito até o momento, mas concorda com as críticas da Rede Brasil sobre Instituições Financeiras Multilaterais.

– Então, vamos continuar avançando – prometeu.

O diretor aponta que um dos primeiros avanços foi a disponibilização na internet de dados referentes a empréstimos feitos a Estados e  municípios, “que são órgãos públicos e, portanto, não têm nenhuma restrição quanto ao sigilo bancário”.

A medida atendeu à sugestão das organizações sociais que integram a Rede Brasil. Gaspar afirmou que para atender à demanda da sociedade, o BNDES também disponibilizou em sua página na internet informações  do histórico da instituição.

Foi criada uma série de serviços e informações sobre estatísticas do banco, englobando todos os programas de financiamento ano a ano, mês a mês, por região, por Estado e por macro-setor econômico, entre outros itens.

– Nós percebemos muito fortemente a necessidade de discutir mais abertamente com a sociedade isso.

Ele frisou também que o banco convidou representantes das organizações sociais e pagou passagens para que eles participassem do debate. Gaspar reiterou que o grupo de trabalho do BNDES não se propunha a terminar uma coisa, “até porque a política de comunicação precisa ser implementada, melhorada, avaliada  e sofrer avanços a cada minuto, a cada dia”.