Dirceu considera “exagero” as reações ao boné do MST

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de julho de 2003 as 10:51, por: cdb

A reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com representantes do Movimento Sem-Terra continua repercutindo. Em entrevista nesta manhã no “Bom Dia Brasil”, da TV Globo, o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, considerou um “exagero” dizer que, ao colocar o boné do MST, Lula estaria sendo parcial.

– Aonde o presidente vai ele tem colocado bonés de diferentes entidades e de forças políticas. Não ajuda o Brasil estigmatizar o MST. O Brasil tem o MST que tem a sua luta, o seu mérito, a Justiça muitas vezes condena, muitas vezes ele (o movimento) é reprimido, mas é melhor que seja um movimento legalizado, atuando abertamente, do que em outras situações que encontramos em outros países, de movimentos que saem do marco da legalidade, por causa da fome, da pobreza, do desemprego.

Dirceu defendeu a reforma agrária, e não a repressão, como forma de resolver a invasão de terras e saques.

O ministro também fez questão de ressaltar que o fato de Lula receber o MST não significa que ele concorde com o movimento.

– Receber não significa concordar. O presidente tem recebido todos os setores da sociedade.