Diplomata vai ao Oriente Médio tentar solução para seqüestro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 31 de janeiro de 2005 as 20:06, por: cdb

O embaixador extraordinário para o Oriente Médio, Affonso Celso Ouro-Preto, responsável pelas gestões diplomáticas sobre o seqüestro do engenheiro brasileiro João José Vasconcellos Júnior no Iraque, viaja amanhã para o Líbano, em seguida retorna à Jordânia e poderá viajar a outros países do Oriente Médio, caso julgue produtivo ou necessário, segundo o Ministério das Relações Exteriores.

O Ministério informou que o embaixador manteve, nos últimos dias, conversações com autoridades na Jordânia e na Síria e encontrou em todos os seus interlocutores atitude de muito boa vontade e disposição de prestar apoio. Ouro-Preto embarcou no dia 25 para Amã, na Jordânia para ajudar nas negociações para a libertação do brasileiro.

As gestões de iniciativa do Brasil têm incluído autoridades, entidades e indivíduos, em diferentes países, dentro e fora da região, com experiência em situações semelhantes. Vêm sendo feitos também contatos com organizações religiosas e de assistência humanitária, que se têm comprometido a cooperar.

O engenheiro João José Vasconcelos Júnior, de 49 anos, foi seqüestrado no último dia 19 na cidade iraquiana de Baiji, onde a Odebrecht, empresa em que trabalha, participa da reforma de uma termelétrica.